Hemoal promove coleta de sangue na Loja Maçônica de Maceió neste sábado (21)

*Estagiário sob supervisão
*Com informações: assessoria

O Hemocentro de Alagoas (Hemoal) promove, neste sábado (21), uma coleta de sangue na Grande Loja Maçônica de Maceió, localizada na Rua Professor Aldo Cardoso, no bairro Gruta de Lourdes. A ação, que é aberta ao público e ocorre das 9h às 13h, tem como objetivo comemorar o Dia do Maçom, celebrado nesta sexta-feira (20).

Por meio da iniciativa, os maçons irão contribuir para estabilizar o estoque de sangue do Hemoal, que possui apenas 42% do quantitativo de bolsas necessário, comprovando a filosofia socialmente responsável da Maçonaria, que, entre seus princípios, está a igualdade e a fraternidade. Daí porque, a entidade orienta que seus integrantes possuam um espírito filantrópico, segundo destaca o grão mestre Jorge da Guia Filho, que ressalta a importância da parceria com o Hemoal, no sentido de atuar para ajudar as pessoas que necessitam de transfusões sanguíneas.

“Praticamos o bem e nos dedicamos à felicidade de nossos semelhantes. Nos baseamos no ato da partilha, da solidariedade e exercemos uma cidadania consciente. Isso se materializa quando arregaçamos as mangas e colocamos a mão na massa, nas práticas efetivas do bem. É pensando nisto que iremos promover a ação social denominada de “Glomeal em Ação, onde contaremos com diversas ações para a população, como aferição de pressão, teste de glicemia, assistência psicológica e nutricionista, atividades recreativas para as crianças e doação de sangue em parceria com o Hemoal, demonstrando o verdadeiro amor ao próximo”, salientou o grão mestre da Maçonaria.

Critérios para Doação – Para se candidatar à doação de sangue, além de peso igual ou superior a 50 quilos e idade entre 16 e 69 anos, o voluntário deve estar usando máscara e portando um documento de identificação com foto. Caso seja menor de 18 anos, é imprescindível estar acompanhado dos pais, além de portar um documento de identificação oficial e original dos responsáveis.

Para repetir o ato, os homens devem respeitar um prazo de dois meses e as mulheres ficam impedidas durante três meses. Com relação às gestantes e lactantes, é proibida a doação e, no caso das pessoas que tenham contraído hepatite após os 11 anos de idade, além de sífilis, Aids e doença de Chagas, ficam impossibilitadas permanentemente.

Novo Coronavírus – Quanto aos voluntários infectados pelo novo coronavírus, há impedimento de doar sangue pelo período de 30 dias, contados após a recuperação. Já os que tiveram apenas contato com pessoas infectadas, devem aguardar 14 dias e, caso não apresentem sintomas da Covid-19, podem realizar a doação.